É muito mais produtivo colocar a sua energia em descobrir uma maneira de conseguir o que quer ao invés de procurar um culpado para as suas dificuldades

Roberto Shinyashiki

O que quase ninguém fala é que, em geral, as oportunidades de ganhar dinheiro nascem para alguns justamente quando outros sentem dificuldade de aproveitá-las. Enquanto o mais desavisado espera que as coisas melhorem, outro abre bem os olhos, conta com ele mesmo e faz acontecer

Geraldo Rufino


Conexão

O desafio em ser feliz

Confie em si mesmo e siga em frente, sem medo, ressalvas ou desvios. Apenas mantenha a coragem em perseverar e vencer

14/03/2022 - 23:33 | Atualizado em 15/03/2022 - 00:23

Fernando Pessoa, um dos maiores nomes da língua portuguesa (para muitos, a estrela-guia), nasceu em Portugal, no ano de 1888, e viveu até 1935. Filósofo, dramaturgo, ensaísta, publicitário, inventor, empresário, crítico literário e comentarista político, assim ele poderia ser definido. O grande poeta discorreu sobre a felicidade de maneira esplêndida: 1) “Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar o autor da própria história. É saber falar de si mesmo. É não ter medo dos próprios sentimentos”; 2) “Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. É agradecer a Deus a cada minuto pelo milagre da vida”.

Pessoa também foi muito feliz ao redigir: “O homem é do tamanho do seu sonho”. Confie em si mesmo e siga em frente, sem medo, ressalvas ou desvios. Apenas mantenha a coragem em perseverar e vencer. “Não sou da altura que me veem, mas, sim, da altura que meus olhos podem enxergar”. Objetivos claros, execução precisa, mente positiva. “Tudo vale a pena se a alma não é pequena”.

Precisamos manter acesa a chama da vida, aquilo que nos move, a energia que nos faz levantar da cama e enfrentar as dificuldades do dia a dia. “Tomamos milhares de decisões diariamente. Porém, algumas não são corriqueiras. São fundamentais. Decisões que têm o poder de mudar o rumo do roteiro de nossas vidas. A elas eu dou o nome de Ponto de Inflexão”, publicou em seu best-seller Ponto de Inflexão (Ed. Büzz/2019), Flávio Augusto da Silva, brasileiro que saiu do subúrbio do Rio de Janeiro para ganhar o mundo, tornando-se um empresário bilionário, acionista de diversas empresas e controlador da Wiser Educação, além de escritor e filantropo. Devemos dizer sim às oportunidades que surgem e convergem com os nossos ideais, bem como falar não às propostas que fogem do que buscamos. Fórmula do sucesso? Caminho para o êxito? Não existe isso, afinal, o mundo é ilimitado! “Nossos resultados são consequências de nossas escolhas. Mesmo em momentos em que nossa vida não está como desejamos, ter essa certeza nos mantêm conscientes de que virarmos o jogo está em nossas mãos”, escreveu o idealizador do Geração de Valor, projeto que visa a incentivar o empreendedorismo e a liderança no Brasil.

“Nossas escolhas são livres. Não somos obrigados a nada, não temos que seguir a boiada nem fazer apenas o que as pessoas esperam. Não precisamos seguir padrões. Não temos somente as opções que nos foram apresentadas. Temos que sair do piloto automático e assumir o controle”, enfatizou o destemido empresário, outrora presidente do time de futebol Orlando City. “Deu certo? Parabéns para você. Deu errado? Sua responsabilidade. Não há garantias. Vitórias e fracassos andam juntos e misturados. Comemore o sucesso, mas saiba que ele pode não ser definitivo. Aprenda com os fracassos, mas saiba que eles também não são definitivos”. Tenha em mente que estabilidade não existe. O mundo atual é um constante processo seletivo, somos testados o tempo todo. Assim, os erros são inevitáveis e a capacidade de nos levantar é colocada à prova a todo instante. “Não valemos pelo conhecimento que temos, mas sim pelo que somos capazes de produzir com o conhecimento que temos. Além disso, a cada aprendizado, podemos evoluir e produzir mais em menos tempo”.

A busca por novos desafios, pelo desenvolvimento do próprio potencial, vai na contramão da acomodação, do estagnar-se sob a ótica e o senso comuns. Ser diferente dói, exige uma força extra. Mas as conquistas chegam, mesmo que lentamente. Pressa para quê? Seja luz na vida dos outros, vibre positivamente. “Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras”, divagou Francisco de Assis, frade católico italiano, que viveu entre os anos de 1182 e 1226, uma das mentes mais brilhantes que já habitaram este orbe. “Ninguém é suficientemente perfeito que não possa aprender com o outro. E ninguém é totalmente destituído de valores que não possa ensinar algo a seu irmão”. Humildade é necessária para estarmos abertos ao novo. “Comece fazendo o que é necessário; depois, o que é possível, e, de repente, você estará fazendo o impossível”. O seu limite é você quem impõe. Não se deixe abater pelo julgamento alheio. Fé!


Foto:

Marcelo Pardini contato@agromp.com.br

Marcelo Pardini é narrador, poeta, jornalista, pós-graduado em Marketing e leiloeiro rural. Titular da marca Agro MP - A voz do Agronegócio.

51 colunas publicadas